Cameraventures
Save Analog Cameras logo

Que tipo de pessoas utilizam a fotografia analógica? - Portugal

(Article in English)

Há cerca de cinco meses atrás a equipa da Cameraventures lançou o projecto #saveanalogcameras, com o objectivo de perceber se a fotografia analógica ainda se encontra viva entre os fotógrafos e consequentemente entender o seu futuro.

Durante o processo de recolha de dados foram entrevistados cerca de 170 fotógrafos portugueses que ainda hoje fotografam com película fotográfica.

A situação da fotografia analógica em Portugal tende a crescer, uma vez que esta se encontra mais popular entre pessoas com idades compreendidas entre os 21 e os 26 anos de idade, esta tendência proporciona um crescimento deste fenómeno na faixa etária mais nova, com idades entre os 16 e os 20 anos de idade, ainda assim os utilizadores com uma idade compreendida entre os 35 e 45 anos preenchem uma grande fatia dos resultados recolhidos, é de ressalvar que esta geração foi a que utilizou a fotografia analógica enquanto jovens, presenciou a transição para o digital e que hoje em dia estão perfeitamente cientes do universo digital na fotografia e do que este tem para oferecer, mas que ainda assim utilizam o processo analógico.

Ao grupo de participantes foi levantada uma questão, onde teriam de se posicionar entre 4 tipos de utilizadores da fotografia analógica, são eles o Artista, o Coleccionador, O Gearhead (apaixonado por equipamento) e o Recém-Chegado (cada tipo está descrito e pode ser consultado no nosso site através do link - https://cameraventures.com/help_prt). Assim conseguiu-se concluir que apesar de estarem os 4 tipos bastantes próximos uns dos outros em termos de percentagem o que lidera é o Artista, com exactamente 33,8%.

O processo de coleccionar câmeras analógicas torna-se cada vez mais uma realidade e em Portugal desenvolve-se uma verdadeira importância, uma vez que é a partir daí que se proporciona e aparecem serviços para atender a certas necessidades. Dentro do grupo de participantes quase 40% possuem entres 3 a 5 câmeras e ainda assim são muitos aqueles que possuem uma quantidade enorme de material fotográfico analógico, o que levou ao aparecimento de um fenómeno cada vez mais recorrente em Portugal. Isto são as lojas de venda de câmaras antigas e consequentemente material e reparação assim como todos os serviços inerentes à revelação do filme.

Este facto pode ser bastante relevante na medida em que as câmeras são de facto utilizadas como objecto funcional, e não apenas como objecto de decoração, obsoleto na sua função fotográfica, o que leva a que se desenvolva uma rede de reparadores-vendedores atentos ao mercado analógico, dando uma nova vida às câmeras.